Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Junho, 2007

Quem dera…

a mesma imagem

um virar o corpo e um adeus

o olhar que chora e despede

até o ano que vem

até que o tempo não mais nos separe

quem dera

 

as voltas nos cômodos silenciosos

um prato de comida sobre o fogão

as roupas secando no varal noturno

a memória da voz que adverte

quem dera

 

até que o passar dos dias

me tampe os ouvidos da memória

até que os olhos sequem

os rios das lembranças de agora

 

eu

 

doido dos braços fortes

pronto para abraçar o outro lado

espero como quem guarda um segredo

um segredo admirável

acertar os ponteiros em outro fuso

nos quadros de um conhecido cenário

 

quem dera…

 

15/06/2007 – 02:15H

…para minha mãe

Read Full Post »

Vestibular CEDERJ 2007/2

O que você acha de fazer um curso de graduação a distância sem pagar nada por isso? E se essa faculdade te garantir um diploma de uma universidade pública?

Essa é uma chance que a UERJ, UFRJ, UFF, UENF, UNIRIO e UFRRJ estão oferecendo para quem não tem tempo de ir até a universidade todos os dias e deseja fazer um curso a distância com a qualidade dessas instituições!

Não perca tempo! Inscrições até 15 de junho de 2007!

Mais informações: www.cederj.edu.br ou (21) 2568.1226.

Cederj: universidade pública a distância perto de você.
 
Visite http://www.cederj.edu.br

Read Full Post »

Fui levar, pela manhã, minha filha na casa da mãe dela. Um acidente na via Dutra, duas kombis pra ir, outras duas pra voltar. Fico injuriado pelo modo como somos tratados feito bichos nessas kombis! Os motoristas vão acumulando gente até não mais poder. Fora aquelas buzinas com textos vulgares que, entre as que narram o percurso, mexem com as meninas nas ruas. Lógico, eu poderia evitar essas conduções, porém, visando a rapidez ($$), muitas vezes opto pelo transporte alternativo. E bota alternativo nisso!

Para completar, mais tarde, assistindo ao programa do Hulk, o que me aparece? Isso mesmo, uma kombi! Dessa vez foi uma do ano 1973, que o quadro Lata Velha reformou.

Meu amigo, nem assim abri um sorriso! A história foi bonita e tal, merecida pelo proprietário, mas, mesmo após a reforma, continuou sendo uma kombi, e isso, pra mim, não é lá grande coisa.

Em tempos passados eu trabalhei em uma empresa utilizando uma dessas. Pra quem já conduziu uma kombi, sabe perfeitamente que é um veículo extremamente horrível de dirigir e, pior, muito perigoso! Não tem estabilidade nenhuma; a folga na direção é sua marca característica; e os incêndios no motor também. Resumindo: não presta!

Mas, porém, todavia, é um veículo barato e, da mesma forma que o fusca, todos sabem consertar se enguiça no meio do caminho, ou seja, é de mecânica pop e autoditada (leia-se: repleta de “gatilhos”).

Até quando veremos kombis nas estradas deste país? Até quando??

Read Full Post »

Da France Presse

LOS ANGELES – O ator escocês Sean Connery anunciou nesta quinta-feira que não atuará no quarto filme de Indiana Jones, por querer aproveitar sua aposentadoria. “Gosto muito de trabalhar com Steven (Spielberg) e George (Lucas), e nem preciso dizer que é uma honra ter Harrison (Ford) como filho. Porém, estou curtindo muito minha vida”, explicou Sean Connery, que está com a carreira parada desde 2003. Hoje, o ator tem 76 anos.

A maior discrição paira sobre o quarto episódio das aventuras do famoso arqueólogo, que deve começar a ser rodado este mês por Spielberg, com Lucas na produção. A estréia está prevista para a primeira metade de 2008.

Em 1989, Sean Connery interpretou Henry Jones, pai de Indiana Jones, em “A última cruzada”, o terceiro filme da série.

Apesar de estar chegando perto dos 65 anos, Harrison Ford atuará novamente como Indian Jones. A atriz australiana Cate Blanchett, como sua namorada, e o jovem ator americano Shia LaBeouf, como o filho do arqueólogo, também estão no elenco, segundo a revista Variety.

http://divirta-se.correioweb.com.br/ultimas.htm?ultima=2709722

Read Full Post »

Sabe aqueles dias estranhos, nos quais parece que não fizemos nada, apesar de ter acontecido um monte de coisas desconexas? Pois é, foi assim: acordei não lembro que horas; fiz não sei o que depois; dormi de tarde; acordei e não lembro o que aconteceu ao certo; fui levar às pressas no curso de minha namorada um CD que ela havia esquecido; fui à casa dela; voltei pra minha; depois ela veio também, dormiu e fiquei aqui lendo dezenas de blogs via internet discada (= maior tempão).

Para finalizar, quando estava tentando editar este post, apareceu aquela tela azul de esvaziamento de pilha do XP e tive que reiniciar e reconectar pra concluir, por uma questão de honra…

Como eu poderia deixar de contar essas coisas aqui e não acrescentar mais este post à lista deste dia desconexo?

Isso aqui já foi mais sério, eu sei…

Read Full Post »

É fato, as pessoas passam. Hoje a noite eu estava conversando com minha mãe na janela, quando, de repente, ela começou a lembrar dos avós de um rapaz que estava passando lá em baixo, na rua onde moro. Disse que tinham muito dinheiro e que o filho é o dono de uma empresa bem conhecida nossa, ao menos aqui no Rio de Janeiro. O rapaz que vimos estava saindo de um carro muito caro, fora o outro que também possui e usa mais frequentemente. Esse rapaz deve ter uns vinte anos, ou menos um pouco.

Sabe quando você ouve algo que te leva longe? Então, foi isso. Comecei a imaginar que os avós desse rapaz, que eram bastante ricos, e os quais não conheci pessoalmente, viveram uma história completa. Casaram-se, juntaram fortuna, tiveram netos e morreram. Normal, não é? Uma história comum (exceto pela fortuna, coisa rara hoje em dia). Mas o que me tocou foi o fato de não os ter conhecido, de saber de sua história, conhecer seu filho desde de pequeno e ver, ali na rua, o neto deles utilizando os bens que herdou e que seus pais acrescentaram.

As pessoas passam…

Os bens às vezes ficam, a história é recontada e a vida segue acumulando personagens que povoam o livro de todos os livros. Que coisa, não? Um dia eu e você, caro leitor, seremos uma história assim, com personagens já sem rosto, pois o tempo apaga todos os traços fortes, deixando apenas a silueta exposta na memória daqueles que, por ventura, cruzaram nosso caminho.

Read Full Post »

Xô aridez!

Minha namorada, a Joanna, é linda. Muitas vezes eu não me expressei de forma fiel ao que eu sinto por essa menina-flor. Preciso vencer essa “aridez”, isso sim!

Ei? O que é que você está olhando, seu mané!!! Ops! Chega! Sai!!! Ninguém tasca! Ela é só minha, e eu sou todo dela. Vai dar uma olhada nos outros posts, vai… Humpf!

Read Full Post »