Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2007

8240712_6891533aef.jpg

A poesia tem o poder de contar ao leitor não apenas aquilo que ele pensa de si mesmo, mas até mesmo o que deixou de pensar por não sabê-lo. Pode ser também a maior de todas as vigílias – ou, quem sabe, o quase infinito da multiplicação de todas elas, mesmo dos seres que nunca acordaram. Dormir, acordar… A consciência não cede à exclusividade dos olhos, mas bem que pode enamorá-los…

Para mim,

A poesia é um sonhar por escrito.

Perde-se o tempo quando se está a escrever, e se o reencontramos foi porque a poesia findou. Afinal, os ponteiros do relógio na parede só parecem estar se movendo quando reparamos neles.

[ José Roldão ]

Anúncios

Read Full Post »

vale.jpg

Estávamos na beira do abismo
O vento soprava
Tínhamos tempo
Um pouco
Mas nos bastava
Fitávamos a planície
A extensão das horas
O calar da tarde
Um sol que desaparecia
Mas havia algo
Sabíamos da espera
Não tardaríamos a saber
Então o vento parou
O cheiro do mato assaltava
O inseto avisava aos ouvidos
A noite prenunciava
Sentamos debaixo da lua
E o frio cortou
Luminárias no céu acenavam
Acendemos um sorriso
Aquecemos as mãos no atrito
Os pés descalços
A terra pulsava o assento
As costas em ângulo
Os olhos abertos
O espírito atento
A linha do horizonte apagada
Mas sabíamos do coração
Ele nos contou um segredo
Não tardamos a saber
Era sobre o vento
Arrebatava nosso peito
Incendiava os poros
Faiscava o semblante
Mexia nos arbustos
E soubemos do amor
Era ele quem nos havia chamado
Preencheu todo o platô
E já não era mais abismo
Era tudo o mais
E levantamos
Voltamos pela mesma trilha
Mas não guardamos passos
Não deixamos pegadas
Apenas descemos ou subimos
Não importa
Chegamos até aqui
Trouxemos o amor
Que fundou morada
O sol deu um salto
E um novo dia revelou
A noite que esperamos
Pensando no abismo
Mirando a planície
Sem saber ainda
Que o amor não viria de parte alguma
Pois era plenamente vida.

[ José Roldão ]

Read Full Post »

Assim como falham as palavras quando querem exprimir qualquer pensamento,
Assim falham os pensamentos quando querem exprimir qualquer realidade.
Mas, como a realidade pensada não é a dita, mas a pensada,
Assim a mesma dita realidade existe, não o ser pensada.

Assim tudo o que existe, simplesmente existe.
O resto é uma espécie de sono que temos,
Uma velhice que nos acompanha desde a infância da doença.

Alberto Caeiro, 1-10-1917

Read Full Post »

Um estudo realizado na Austrália apontou que as impressoras a laser são tão prejudiciais aos pulmões quanto a fumaça de um cigarro. Os cientistas descobriram que as impressoras emitem partículas poluentes cujos danos são comparados aos causados aos fumantes passivos. De acordo com o estudo, a situação se agrava nos escritórios, geralmente pouco ventilados, e quando os cartuchos são novos.

Leia o artigo da BBC News:
http://news.bbc.co.uk/2/hi/asia-pacific/6923915.stm

Read Full Post »

PONTOS

mosarte_cacos.jpg

tentei conversar com uma pedra

não respondeu

então falei sozinho

respondi muitas coisas a mim mesmo

a pedra parada ali, sobre a mesa

será que a pedra não existe?

existe, pois a vejo e sinto

mas – pensemos (!)

e se eu não existisse

será que ela continuaria a existir

mesmo sem pensar

ou sentir algo em si mesma?

sim, é claro

pois um terceiro ponto

que nos transcende

existiu antes de nós

existe agora

e vai existir além

só nesse terceiro ponto

que é, na verdade, antes do primeiro

é que há existência

independente de que alguém exista

pois esse ponto É

mas só Ele

É. Ponto.

[ José Roldão ]

Read Full Post »